5 Passos Para se Tornar um Tatuador

5 Passos Para se Tornar um Tatuador

Há mais de uma maneira de se tornar um tatuador, sendo que, o que aconselhamos para começar a tatuar é entrar em uma escola de tatuagem, o que você escolhe depende muito do tipo de artista que você quer ser, suas finanças, talento e oportunidades em sua área.

No entanto, há alguns passos comuns que todos os aspirantes a artistas devem seguir a fim de melhorar suas habilidades, adquirir conhecimento do ofício e dominar a arte de tatuar.

  1. Aprender a desenhar

É, portanto, importante que você se concentre em melhorar suas habilidades de desenho e técnicas de ilustração antes mesmo de pensar em desenhar tatuagens ou tentar tatuar alguém.

Esse deve ser o primeiro passo para se tornar um tatuador. A primeira coisa que podes fazer para começar é desenhar-te.

Mantenha um caderno e um lápis à mão em seu tempo livre para desenhar, você não precisa de mais nada para dar este primeiro passo.

Desenhar coisas que ver, coisas que pensa, e coisas que descrevem outras pessoas.

Ter uma noção de se você realmente gosta de arte, especialmente arte para outras pessoas como tatuagens.

Como você desenha pedidos na maioria das vezes, é importante que você se sinta confortável criando artes para tatuar que atende às especificações dos outros.

Estude o trabalho de artistas de tatuagens famosos

Uma boa maneira de sentir a arte de tatuar é estudar o trabalho do tatuador renomado.

Você pode encontrar artistas famosos com diferentes tipos de estilos de arte e explorar o que eles poderiam criar com tinta e uma arma de tatuagem.

Vê o que se passa contigo e o que o mercado sente pelo tipo de tatuagens que querer fazer.

Se você gosta de arte, mas não esta certo que tipo de arte você realmente quer fazer, experimentar muitas formas diferentes antes de tomar uma decisão de se tornar um tatuador.

Criar arte visual, arte contemporânea, arte abstrata e até coisas como desenhos e logotipos.

Antes de ir longe demais na ideia de se tornar um tatuador, certifique-se de que é o tipo de arte que você mais gosta.

  1. Entre para uma escola de tatuagem

Se você está falando sobre se tornar um tatuador, é importante procurar maneiras de se tornar um artista redondo.

É importante ser realista sobre sua situação financeira e avaliar suas habilidades como um artista, para que você possa tomar uma decisão se você está perseguindo um diploma de arte tradicional, uma educação em uma escola de tatuagem.

A conclusão é que, quanto mais tempo você gasta para desenvolver suas habilidades, Melhor Artista você será.

Os tatuadores não têm que ter educação formal ou até mesmo um diploma do ensino médio, então este passo é uma grande decisão.

Aulas de arte em sua faculdade de comunidade local é a maneira mais barata de obter uma educação em arte, mas não é tão robusto como o curso de treinamento formal em uma escola de tatuagem.

Aqui você pode aprender muitos dos conceitos básicos de design e afiar suas habilidades praticando tatuagem para uma variedade de aplicações.

  1. Estabeleça competência e conhecimentos básicos

Embora considerado por muitos como uma forma de arte menos tradicional, tatuar ainda inclui todas as ferramentas básicas do design.

É importante que você tenha um conhecimento robusto de como diferentes elementos de tatuagem trabalham juntos e como eles influenciam uns aos outros, independentemente de você escolher uma educação em uma escolha de tatuagem ou uma abordagem de auto-ensino.

Conheça os elementos básicos do design gráfico

Se você recebe uma educação em arte ou desenvolver suas habilidades de desenho através da experiência, é importante dominar os conceitos básicos do design gráfico.

Você precisa aprender as teorias de linha, forma, textura, cor, valor e tamanho.

Você também precisa aprender a aplicar essas teorias para o papel para criar a imagem desejada para uma tatuagem.

  1. Criar um portfólio

Um portfólio é de longe uma das ferramentas mais importantes no cinto de um tatuador. Permite que os mentores aspirantes a olhar rapidamente para o seu melhor trabalho para que eles possam decidir se o seu estilo de tatuagem particular é o que eles estão procurando em um aprendiz.

A forma como monta o seu portfólio afeta a impressão que tem nos seus potenciais mentores.

Seu portfólio deve olhar para os olhos do profissional. Não use uma pasta antiga que tenha encontrado ou uma única pasta de manila para a sua arte. O exterior do seu portfólio deve parecer suave, uniforme e convidativo.

Como criar um bom portfólio

Certifique-se de criar um portfólio de mentores potenciais como:

Escrever uma carta de apresentação e incluir o seu CV. O seu CV destaca a educação e a experiência relevantes, e uma carta de apresentação dirige-se ao seu potencial mentor pelo nome. Incluindo isso vai dar ao seu portfólio um sentimento instantâneo de profissionalismo.

Incluindo apenas trabalho completo. Se você tem muitos esboços, mas poucas tatuagens acabadas, espere para criar seu portfólio até que você tenha mais nele. Use o trabalho acabado apenas para o seu portfólio, mas durante a fase de desenho, adicione algumas cópias de como a peça olhou para diferentes fases.

Lembre-se de alguns pontos de conversa sobre cada peça. Provavelmente vão fazer-lhe algumas perguntas sobre a arte dela. Fique confortável falando alguns pontos importantes para cada peça em seu portfólio, para que você esteja pronto para discutir.

Deixe o seu cartão de visita. Se você não tiver um compromisso no estúdio de tatuagens, o artista não pode verificar o seu portfólio imediatamente. Deixe um cartão de visita com seu nome, informações de contato e um link para um portfólio Online de suas obras de arte pode ser facilmente visto.

  1. Trabalhar com um tatuador

tatuagem

Uma vez que você tem confiança em suas habilidades de desenho e a capacidade de projetar tatuagens atraentes, é hora de ganhar experiência prática e aplicar as técnicas que você aprendeu em um ambiente real.

É importante trabalhar com um mentor que está tatuando por muitos anos. Aqui está o que considerar quando você encontrar um tatuador que você pode trabalhar com:

O que procurar num mentor

É importante fazer a devida diligência ao procurar um aprendiz de tatuador. Procura um artista que:

Trabalha numa prestigiada loja de tatuagens. Certifique-se de seguir as diretrizes básicas de higiene e ter um monte de clientes. Evite lojas de tatuagens que parecem estar vazias, não pode falar sobre suas práticas de higiene, ou que eles estão apenas de mau humor.

Já cuidou de um aprendiz. A orientação é difícil até mesmo para o tatuador mais experiente. Procura alguém que tenha levado um aprendiz antes, para ter uma ideia melhor do que funciona e do que não funciona.

Que te pode desafiar. O artista que você escolher como mentor deve ser capaz de desafiá-lo, responsabilizá-lo e alcançar seus limites. Não escolha um mentor que pareça demasiado fácil.

Faz os trabalhos de casa. Aprenda o máximo possível sobre a Loja em que você quer se tornar um tatuador. Conheça o orgânico e portfólio de cada artista, bem como outros detalhes importantes sobre o negócio.

Fazer contato cara a cara. Não ligue para a loja de tatuagens e fale com alguém ao telefone. Ponham a cara na cabeça aparecendo e dizendo Olá. Apareça à tarde, num dia de semana, quando estiver menos ocupado.

Tratem todos com respeito. A pessoa que você vê trabalhando na recepção pode ser um artista que cobre a recepção enquanto você está no almoço, ou você pode ser próximo com todos os artistas lá. Trate todos que você encontra, como sua opinião sobre você, pode fazer ou quebrar o seu ensino.

Vale a Pena Montar um Banho e Tosa? [VEJA AQUI]

Confira Agora se Vale a pena Investir em Um Banho e Tosa!

Será que Vale a Pena Montar um Banho e Tosa mesmo?

Vale a Pena Montar um Banho e Tosa

Certa vez um de meus seguidores aqui do blog, o Leandro Santos me perguntou o seguinte: “Com toda experiência que você tem hoje você ainda teria um banho e tosa?”

Cara eu achei essa pergunta muito legal, e hoje eu vou falar um pouco sobre essa pergunta e mais 2 outras feitas pela Karla e a Taty e responder aqui pra vocês que me acompanham também.

Então se você quer saber se vale a pena fica aqui comigo até o final que eu responder às perguntas e ainda falar de algumas dicas legais pra vocês.

Então vamos lá! Será que Vale a Pena Montar um Banho e Tosa mesmo?

Se eu teria hoje um banho e tosa…

 

Vale a Pena Montar um Banho e Tosa
Vale a Pena Montar um Banho e Tosa?

SIM! Eu teria e porque eu teria? Bom, a resposta é simples, porque é um excelente negócio.

Se eu tivesse as informações que eu tenho hoje na época em que eu tinha o meu banho e tosa muitas coisas mudariam e talvez até o caminho seria totalmente diferente.

O banho e tosa é muito rentável, porque ele é uma prestação de serviço, ele tem um custo baixo só que ele tem várias variáveis que as pessoas não entendem.

Os pilares entre a gestão, a administração e a execução eles estão todos embaralhados. As pessoas têm uma grande dificuldade hoje em entender o que é um negócio pelo fato de ser, além de dono o próprio executor do serviço.

 Isso é muito complicado!

É aquele papo de que não tem como você tá dentro e do lado de fora ao mesmo tempo.

E às vezes como empreendedor, como gestor você tem que estar do lado de fora porém, você não consegue porque você tá do lado de dentro fazendo o serviço que você tem que fazer.

Então hoje ter um banho e tosa é um baita negócio, agora ser tosador é trabalho não é negócio. Então muita gente hoje monta um banho e tosa, teoricamente para ter “um negócio” e acaba tendo “um trabalho” porque tem que trabalhar muito.

E trabalho o máximo que pode acontecer com você trabalhando muito é ganhando bem e ganhar bem não tem nada a ver com ser bem sucedido.

Ter um banho e tosa como empreendimento é sim um meio de você ser bem sucedido porém é muito importante ter em mente que a visão tem que ser outra.

Hoje em dia existe o empreendedor e muita gente escuta essa palavra e meio que já virou clichê,  mas o empreendedor ele é o carro das grandes ideias. 

Ele é um cara que não aguenta ficar parado é criativo e tem grandes ideias para negócios bacana.

Como Administrar Bem o Seu Banho e Tosa?

Banho e Tosa

Bem, existem empreendedores que são bons administradores. O bom administrador é aquele que pega a ideia do empreendedor e faz ela se tornar viável.

Hoje a minha esposa é a grande administradora dos meus negócios. Então eu chego pra ela com uma grande ideia de empreendedor e falo:

“Amor, tenho uma ideia bacana, assim, assim e assim ela fala: “Olha se eu fizer tal coisa eu consigo esse dinheiro que você quer para fazer esse projeto acontecer.

Beleza. Então eu vou lá, planejo a grande ideia passo para a minha administradora e ela faz o que tem que fazer para que isso se torne viável, em questão de dinheiro, verba.

E aí Entra a Execução

Na execução às vezes têm a contratação de terceiros ou às vezes eu mesmo tenho que executar ou ainda a minha equipe e tudo mais, consegue entender?

É claro que se você é um executor dificilmente tem tempo e disposição para ter grandes ideias.

Não é errado não ter grandes ideias. Tem pessoas que são extremamente talentosas em ter grandes ideias, são pessoas que se você tirar todo o dinheiro dela ela volta do zero e recomeça.

E tem pessoas que você pode dar muito dinheiro e ela vai perder tudo porque ela não tem a grande ideia e a gestão no sangue.

Eu não sou um bom gestor ok, isso a minha esposa ela é, uma excelente administradora.

Mas eu sou um bom empreendedor, bom entre aspas né?!

Eu sou muito criativo então eu tenho qualidades para ser um bom empreendedor , sou muito criativo e não gosto das mesmices.

Então hoje eu Teria um Banho e Tosa?

Banho e Tosa

Teria, teria e teria e teria um grande banho e tosa um invistiria em um bom curso de banho e tosa que realmente fizesse a diferença.

E ontem, jantando, lendo essa aqui do Leandro eu e minha esposa a gente falou assim:

É. Realmente hoje a gente teria, porque se você me perguntasse alguns anos atrás eu diria: Imagina, tosar tantos cachorros por dia, fazer aquela loucura que eu sempre fiz a minha vida toda, eu demorei tanto para parar de fazer isso. E eu falo: E quem disse que eu vou voltar à tosar? (risos)

Minha equipe vai, eu não! Então hoje a minha visão é totalmente de empreendedor não mais de executor do serviço.

Então a resposta está aí, eu não só teria como teria com todas as forças e conhecimento que seria possível.

A segunda pergunta é a Tina Morais

Ela disse assim: Será que um dia eu vou ter um negócio de sucesso? Será que um dia eu vou olhar e dizer que tudo isso valeu a pena?

Eu acho que isso não é uma pergunta isso deve ser feito como uma afirmação para você mesmo em frente ao espelho. 

Eu acho que você precisa olhar para os seus sonhos. Se você não tem filho, não tem filha vai para o espelho.

Se você tem um pai e uma mãe para dar orgulho, um avô e uma avô para dar orgulho ou se você não tem vai para o espelho.

Você tem que ir para o espelho e falar isso pra você: Eu tenho que ter um negócio? Eu tenho que fazer esse negócio dá certo? Eu quero dar orgulho pra mim e para minha família, para as pessoas que me amam? 

Porque isso?

Porque você é igual a mim! Você tem dois braços, duas pernas, você tem saúde e força, então bora pra cima.

Você é que escolhe realmente o futuro que você vai ter. Como? Com as suas atitudes. Você faz as escolhas e toma as atitudes necessárias.

Tem uma outra pergunta aqui que é da Karla Loureiro que disse assim: Eu teria muitas perguntas mas no começo você teve medo de fazer algo errado em algum cachorro?

Karla, eu tive muito medo. Principalmente pelo fato de que eu não estava sozinho numa sala podendo errar e tudo mais, eu estava do lado de profissionais muito bons que é a minha família e sendo filho ainda.

O filho além de você escutar o que tem que escutar, ainda leva bordoada na orelha (risos).

Enfim…

Quem me conhece e conhece a minha mãe, ela nunca foi de passar a mão na cabeça de ninguém, minha mãe é uma pessoa extremamente rígida com relação à qualidade.

Principalmente lá onde ela tinha alcançado o apse do salão dela e se você errasse em algum cliente dela ela ia ficar muito “p” da vida com você. 

Porque justamente pelo fato deles não errarem, deles terem um trabalho muito refinado é que fez ela ser quem ela é.

Então se você errasse com um cliente, ela não admitia esse tipo de coisa. Isso foi até uma dificuldade muito grande pra ela durante muitos anos conseguir ter uma equipe que fizesse da maneira que ela queria.

Ela conseguiu, mas demorou, foi um processo de peneira, de afunilamento muito grande com muitas frustrações mas ela conseguiu.

Bem, eu já errei!

Errei várias vezes e erro até hoje porém hoje eu tenho muito mais tranquilidade para resolver.

Já teve casos da minha mãe me assistir competir, ela ver que eu cometi um erro e ela falar: Meu Deus! O Jonathan fez um buraco ou o Jonathan fez tal coisa e agora ele tem que corrigir e ele vai conseguir corrigir mas ele tem que corrigir.

E ela ficar olhando assim bem focada no meu erro até eu corrigir, aí depois que eu corrigi ela começa a sorrir já e ela: “É ele corrigiu o erro dele”.

Então hoje você pode pode cometer erros tranquilamente, só toma cuidado porque você tem que corrigir, é seu papel fazer isso.

Se você não conseguiu dessa vez, estude um pouco mais que da próxima você consegue 

E a última pergunta de hoje é da Taty Takayama, minha querida aluna, adoro a Tati. Ela disse o seguinte: 

De que Forma Incentivar o Tosador?

Banho e Tosa

“De que Forma Incentivar o Tosador quando não há possibilidade de crescimento na profissão?”

Eu acho Tati, eu não sei exatamente o que se passa mas assim, uma dica que eu dou, existem mil possibilidades de crescimento dentro da profissão.

Talvez se você olhar um pouco mais para o Jonathan, para Adriana e para dezenas de outros profissionais do mercado, você pode ver que realmente tem sim outras possibilidades.

O crescimento às vezes não é você continuar executando o trabalho de força. Hoje eu trabalho 100% no mercado pet minha vida é um grome.

Porém eu não preciso mais tosar, porque hoje eu fui colocando informações na minha cabeça.

Eu fui pegando conteúdo informativo de livros e vídeos e fui colocando dentro de um armário a ponto de o meu armário ser muito mais valioso do que o livro pois dentro daquele armário tem milhares de livros, ou seja, se você pegar um livro pra mim que seria uma tosa ou uma técnica ele não é mais valioso do que o meu armário que tem tudo aquilo que eu adquiri estudando.

Então…

Eu vou sempre colocando as informações dentro do armário e depois o meu armário se torna extremamente valioso.

E hoje se você tem um negócio, você tem um empreendimento talvez a evolução da sua profissão é você não precisar mais ser o executor e se tornar o gestor, administrador,  empreendedor. Essa é a evolução!

Você tá trabalhando com aquilo que você ama porém agora ao invés de você se preocupar em quantas tosas você tem pra fazer você se preocupa em quantas tosas o seu empreendimento fez no dia de hoje.

Se você ama esse mercado de pet e quer faturar muito como um empreendedor de sucesso, leia esse artigo:  Curso de Banho e Tosa | Melhor Curso Online do Brasil

Galerinha, então chegamos ao fim de mais um artigo e eu tô adorando responder às perguntas e se você tem uma pergunta legal manda aqui abaixo nos comentários.

Gostou do artigo: “Vale a Pena Montar um Banho e Tosa?” Compartilhe com seus amigos 😉

Sempre estou postando conteúdo aqui pra vocês, então fiquem ligados que em breve voltarei com mais dicas e perguntas e respostas sobre banho e tosa.

Até a próxima 😉

Relação entre Educação e Tecnologia

O poder dos avanços tecnológicos

Qual a relação entre educação e tecnologia?

Educação e Tecnologia

Ir à escola hoje é muito diferente de frequentar a escola algumas décadas atrás. Os avanços na tecnologia mudaram tremendamente o jogo em quase todos os aspectos de nossas vidas humanas diárias, do pessoal ao educacional.

Se você pudesse viver na América durante os anos 1970 ou 80, você faria? Voltar ao ir à biblioteca para obter insights e adquirir novas informações era a norma.

Rebobinar músicas em fitas cassete e CDs para encontrar sua linha favorita da música era a norma. Ler um livro era a norma. Esses poucos exemplos não são tão pensados ​​hoje em dia quanto os avanços na tecnologia floresceram.

Computadores, dispositivos móveis e outros dispositivos eletrônicos revolucionaram a educação americana de várias maneiras.

Por exemplo, hoje em dia, as escolas tendem a equipar salas de aula e laboratórios com vários computadores para que cada aluno gaste tempo enquanto, no passado, havia talvez um único computador que era compartilhado entre turmas inteiras.

Além disso, as instalações educacionais usam o termo “aprendizado on-line” como uma porta de entrada para a aquisição de conhecimentos que podem ser adquiridos dentro de uma sala de aula, enquanto no passado essa coisa era desconhecida.

A educação na atualidade

Hoje, também temos livros eletrônicos, enquanto esses itens nem existiam em épocas anteriores. A importância da educação permanece a mesma de antigamente; no entanto, a qualidade da educação diminuiu com o avanço dos cursos online. Assim percebe-se a relação entre educação e tecnologia com pontos positivos mas também negativos.

Durante os tempos antigos, as crianças aprendizes eram mais disciplinadas e eram realmente compassivas em relação à aprendizagem.

O aprendizado vai além da matemática, da língua inglesa, da ciência e do direito. A aprendizagem é uma compilação de entendimento acadêmico e obtenção de valores e ética no trabalho.

Tecnologia e Educação

Esse tópico tem uma importância significativa, porque muitas crianças hoje só frequentam a escola porque seus pais “as criam”.

Por experiência, vi na primeira fila que “a escola não é para todos”. No entanto, hoje os métodos de aprendizado ensinados na sala de aula são menos interativos do que quando nossos pais estavam na escola.

Nossos pais não tinham acesso aos dispositivos móveis que adquirimos hoje. À medida que a tecnologia avança consistentemente ao longo dos anos, menos livros estão sendo usados ​​nas salas de aula.

Antes que a eletrônica fosse introduzida no mundo, havia LIVROS. Nossos pais tiveram o luxo de realmente ler informações completas que pudessem promover seus sentidos intelectuais.

É importante ter essas conversas com nossos filhos hoje antes que seja tarde demais. A relação entre educação e tecnologia tem sido cada vez mais distintas ao invés de usadas em conjunto para o crescimento em amplas partes da educação.

Dispositivos eletrônicos em ambientes de aprendizado e ensino

Existem prós e contras no emprego de dispositivos eletrônicos em ambientes de aprendizado e ensino.

É verdade que os eletrônicos aumentaram as formas de acessar informações mais rapidamente; no entanto, adquirir informações mais rapidamente não significa necessariamente que é melhor do que acessar informações com mais cuidado dentro de um livro.

A Internet pode provar ser eficaz como método de aprendizado, mas o que exige mais estímulo cerebral … pesquisando e acessando informações com o clique de um botão, ou abrindo um livro fisicamente, cheio de palavras.

Durante as décadas de 1970 e 80, período em que a maioria dos pais da geração atual nasceu e foi introduzida na educação, as crianças pareciam mais respeitosas e intrigadas com seus professores e com o currículo.

Pela minha experiência no mundo de hoje, muitos estudantes se preocupam cada vez menos com a educação e com o ganho de novos conhecimentos. Parece não haver um desejo de educação, como existe na moda, nas mídias sociais e em “discotecas”.

Atualmente, a educação tende a se concentrar mais nas relações professor-aluno, em vez de disciplina estrita e uma promessa de obter informações novas e úteis.

Diferentemente da década de 1970, o sistema educacional de hoje tem acesso ilimitado à Internet no caso de exames em sala de aula, redação de ensaios ou simplesmente pesquisa para um grande projeto. Os sistemas educacionais de hoje mostram que a tecnologia serve como um método de ensino.

O lado ruim na tecnologia

Embora a tecnologia tenha avançado métodos de aprendizado dentro da sala de aula hoje, os métodos de aprendizado durante as décadas de 1970 e 1980 exigiram mais estímulo cerebral.

Assim que uma tarefa é dada nas salas de aula de hoje, quase todos os alunos usam seu dispositivo móvel para obter assistência, em vez de um livro.

Em uma entrevista cara a cara com uma mãe do DCPS, foi revelado que ela acredita que as crianças de hoje não estão sendo suficientemente desafiadas na escola ou na vida para conhecer, fazer e ser melhor.

Ela declarou:

“Eu tenho três filhos na escola e basicamente eles os ensinam a passar nos testes, o que basicamente lhes ensina o bom senso… a tecnologia é uma bênção e uma maldição, porque você pode pesquisar tudo no Google, mas quando eu estava crescendo, tínhamos enciclopédias, tínhamos que ir à biblioteca, tínhamos que usar máquinas de escrever, tínhamos que escrever cartas … e hoje as crianças não são obrigadas a escrever cartas. ”

A declaração dessa mulher prova quanto métodos de aprendizado educacional diferiram ao longo dos anos.

Os avanços da tecnologia na sala de aula reduziram a compreensão de leitura de nossos filhos. Então, o que você vai fazer sobre isso?

Pais… comece a incentivar seus filhos a ler livros impressos tradicionais, em vez da Internet e de livros eletrônicos. É uma questão de como nossos filhos hoje absorvem informações … difere entre hoje e quando.

Relação entre educação e tecnologia

Os avanços na tecnologia de explosivos durante o século XXl estabeleceu novos métodos de aprendizado para salas de aula tradicionais na América.

O sistema educacional hoje versus os sistemas educacionais anteriores é muito diferente, com muito obrigado à tecnologia.

Independentemente de tais diferenças, a tecnologia avançou e só avançará ainda mais com o passar dos anos.

É uma questão de criar um ambiente confortável e ilustre para que as crianças aprendam a fazer parte.

As mudanças na educação podem ser tão vantajosas quanto nos tempos antigos, se os ambientes educacionais fossem mais convidativos e focados no futuro bem-sucedido das crianças do que nas relações estreitas entre professores e alunos.

A solução

Precisamos de ambientes que envolvam mais jovens aprendizes e os equipe com as habilidades e conhecimentos necessários para ter sucesso na vida. Os métodos tradicionais de aprendizado fornecerão aos alunos a exposição necessária para interpretar e absorver as informações de maneira mais eficaz.

Hoje, as crianças têm a opção e a prioridade de usar a Internet para obter recursos e informações. Nos anos 70 e 80, o Google não encontrou a definição de uma palavra … eles tiveram que usar um dicionário físico e / ou enciclopédia.

Tome um segundo para imaginar obter uma educação nas décadas de 70 e 80 … imagine menos ou nenhum computador, nenhum wifi e acesso à Internet. Os métodos tradicionais de aprendizagem aumentarão apenas a geração atual de crianças na escola.

Permite discussões aleatórias e mais tarefas centradas no aluno e precisa ocorrer. Hoje, nossos filhos estão expostos à Internet e adoram!

Temos que nos incentivar a escolher livros na Internet para métodos de aprendizado educacional e exposição e ensinar aos nossos filhos a identificar a relação entre educação e tecnologia e saber como usar o poder do avanço tecnológico a favor da educação, contribuindo assim para a sociedade de modo geral.

Você pode gostar desse artigo: “Curso de Banho e Tosa Online